O leite vem até sem gravidez

Uma condição que é mais comum do que pensamos é a produção de leite em mulheres que não estão amamentando. Pode acontecer por dois motivos: gravidez psicológica ou ser uma doença com nome complicado, a hiperprolactinemia. A primeira condição, assim que identificada pela família, deve ser tratada com um psicólogo. Já a segunda, deve ser tratada junto ao médico ginecologista.

A hiperprolactinemia ocorre quando há a produção excessiva do hormônio prolactina – responsável pela produção do leite na mulher – e ocasiona aleitamento sem estar grávida ou em fase de amamentação.

Este hormônio é produzido pela hipófise, e caso desregulado pode trazer consequências para a mulher como atraso ou até falta do ciclo menstrual, diminuição de libido e da fertilidade. Em casos mais graves pode representar também tumor na hipófise, por este motivo é sempre importante investigar qualquer irregularidade, não é normal ter leite sem estar grávida.

As causas podem ser diversas, desde o uso de alguns medicamentos, até estresse, hipotireoidismo e ovário policístico. Para o diagnóstico basta apenas um exame de sangue. O tratamento é simples no caso de ser apenas uma disfunção, com medicamento à base de dopamina, a condição é tratada de forma simples, sem grandes efeitos colaterais. No caso do tumor, o tratamento será avaliado com o seu médico.

Fique de olho no seu organismo e qualquer disfunção procure logo o seu médico.
Quando falamos de saúde, todo cuidado é pouco.

Maria Leticia Fagundes



  By - Maria Letícia Fagundes      29/05/2017
 VOLTAR