Cuidado com cosméticos

Reações alérgicas ao uso de cosméticos acontecem em 10% da população adulta, porém normalmente, essas reações são leves como coceiras, vermelhidão e que facilmente podem ser tratadas ou com remédios antialérgicos e com a suspensão do uso. Acontece que com o aumento da indústria cosmética e falta de regulamentação destes produtos, é cada vez maior o número de substâncias diferentes utilizadas e, com isso, há a dificuldade de identificar todas as substâncias hoje envolvida no mercado de cosméticos. Por este motivo, muita atenção nas reações do seu corpo ao usar maquiagem, cremes corporais, esmaltes, etc.

No caso de vermelhidão, coceira, ardor, grosseirão ou ressecamento podem significar uma dermatite simples de contato ou alergia. Muitas vezes é ocasionado pelo uso continuado e frequente do mesmo produto e é simples de resolver com a orientação do seu médico.

Mais raramente, porém não difícil de acontecer, há aquelas pessoas que possuem a Síndrome da Intolerância ao uso de cosméticos. Nesses casos, além dos sintomas típicos apontados acima, há mais ardor e coceira, ou comumente identificado como ‘pele sensível‘, conhecida como dermatite de contato sensorial ou objetiva e acontece na face.
Outra queixa muito comum é a alergia ao esmalte de unha, porém, o principal vilão neste caso é a fragrância. O engraço é que a reação alérgica ao esmalte se dá ao redor dos olhos e pescoço, e raramente ao redor das unhas. Fique de olho.

Agora um alerta! É sempre importante relatar ao médico este ou qualquer outro tipo de alergia, pois existem medicamentos que podem conter em sua fórmula a mesma molécula do cosmético e desencadear uma reação alérgica, algumas vezes grave, ao utilizar a medicação.

Maria Leticia Fagundes



  By - Maria Letícia Fagundes      29/05/2017
 VOLTAR