Mulheres, diabetes é um perigo!

A diabetes é uma doença que afeta milhões de homens e mulheres. As estatísticas mostram que cerca de 11 por cento de todas as mulheres com idades acima de 20 de idade tem a doenca. Embora não seja uma doença das mulheres, diabetes afeta o sexo feminino de forma diferente dos homens. A boa notícia é que saber como isso pode afetar sua saúde e bem-estar, pode ajudá-lo a gerenciar melhor ou mesmo prevenir possíveis complicações.

Abaixo estão algumas coisas que as mulheres com diabetes deve saber:

A doença cardíaca é a causa mais comum de morte de mulheres com diabetes. O risco de uma mulher para a doença cardíaca salta significativamente se ela tem diabetes: é cerca de seis vezes maior do que para as mulheres que não são diabéticas. Entre os diabéticos, as mulheres são mais propensas que os homens a desenvolver doenças cardíacas, e as mulheres geralmente têm resultados piores.

Por isso temos algumas dicas: Não fume; mantenha a pressão arterial e os níveis de colesterol sob controle; mantenha um peso saudável e exercite-se regularmente.

Ser do sexo feminino e ter diabetes também aumenta o risco de depressão. Todas as pessoas com diabetes são mais susceptíveis do que outros para lidar com a depressão. As mulheres também sofrem de depressão duas vezes mais frequentemente que homens, isto decorre das alterações nos hormônios femininos e as exigências adicionais, tais como responsabilidades da vida profissional e familiar.

A identificação e o tratamento da depressão é muito importante. A depressão pode interferir muito com a saúde da mulher e qualidade de vida. Ele também pode afetar o sono e os hábitos alimentares, a participação em atividades prazerosas.
Alguns estudos sugerem que mulheres com diabetes são mais propensas a desenvolver um transtorno alimentar, como a compulsão alimentar ou bulimia. Os transtornos alimentares são graves, especialmente entre as mulheres com diabetes, porque a alimentação saudável é vital para manter o diabetes sob controle.

Muitas mulheres vivem com transtornos alimentares em silêncio, porque eles têm vergonha de discutir o problema. Além disso mulheres com diabetes apresentam problemas hormonais e sexuais. Os problemas sexuais podem incluir a diminuição do interesse em sexo devido à depressão ou fadiga, bem como as relações sexuais dolorosas devido à secura vaginal. Alterar hormônios também pode interferir com a gestão de diabetes. Por exemplo, algumas mulheres acham difícil manter a glicemia em níveis normais. A menopausa também pode levar a maiores oscilações de açúcar no sangue.

As mulheres são muito mais dedicas em cuida de suas famílias, lares e ambientes de trabalho. Por isto também têm o poder de gerir a sua diabetes. O segredo é estar envolvido em sua saúde, parceiro com o seu médico, e buscar o cuidado que você precisa. Com os esforços de prevenção e gestão certas, você pode evitar ou reduzir muitos destes problemas.

Maria Leticia Fagundes



  By - Maria Letícia Fagundes      29/05/2017
 VOLTAR