Descolamento de placenta

O descolamento da placenta é uma situação de emergência e na maioria das vezes só resta uma cesárea como saída. É mais comum no terceiro trimestre, embora possa aparecer em qualquer ponto da gravidez depois de 20 semanas. 

 

O que ocorre é que as ligações entre a placenta e o útero se rompem, impedindo a troca de nutrientes e oxigênio para o bebê. Somente há a possibilidade de prosseguir a gestação se o descolamento for parcial. Mas, para isso, a mulher deve ficar em absoluto repouso até o final da gravidez.

 

O descolamento da placenta pode ser percebido por sangramento acompanhado de dor súbita e intensa. Além disso, a barriga fica dura e o bebê para de se movimentar. 

 

Algumas gestantes têm mais chances de ter descolamento de placenta. São as que sofrem com hipertensão ou diabetes. Para evitar, devem usar medicamentos que inibam essa contração uterina. Também pode acontecer devido a forte batida ou em grávidas que fumam ou bebem álcool em excesso.

 

A primeira providência a tomar é ir direto ao médico, quando tiver qualquer sintoma.



  By - Maria Letícia Fagundes      29/04/2015
 VOLTAR