Falta informação sobre o HPV

Uma pesquisa na última semana mostrou que 66% das mulheres brasileiras não acham que existe relação entre a infecção pelo vírus HPV (papilomavírus humano) e o câncer do colo do útero. Porém, o fato é que a infecção por esse vírus aumenta em até 100 vezes o risco de a mulher desenvolver esse tipo de câncer.

 

No levantamento, feito pela Associação Brasileira de Patologia no Trato Genital Inferior e Colposcopia em parceira com o Ibope, foram ouvidas 700 mulheres com idade entre 16 e 55 anos, em seis capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre e Recife). O objetivo foi entender a percepção feminina sobre o assunto.

 

Descobriu-se que 18% das mulheres nunca fizeram o exame papanicolau principal forma de detectar as lesões que podem levar ao câncer do colo do útero e 13% fizeram apenas uma vez. Além disso, 40% das mulheres não acham que os exames preventivos de rotina podem servir como forma de prevenção à doença. Outro dado preocupante da pesquisa é que 76% das mulheres ouvidas não relacionam a vacinação contra o HPV como forma de prevenção ao câncer do colo do útero.

 

Atualmente existem duas vacinas que, se tomadas, podem ser uma verdadeira barreira contra o câncer, já que inibem o seu aparecimento. O problema é que além de as doses serem caras, ainda existe muita falta de informação. Não faça parte dessa estatística. Tire suas dúvidas com seu médico e procure se informar sobre o HPV e suas consequências.

 



  By - Maria Letícia Fagundes      29/04/2015
 VOLTAR