O que é hiper-prolactinemia?

O nome é difícil, mas a explicação é fácil. A hiperprolactinemia é a produção excessiva do hormônio prolactina pelo organismo da mulher. Essa disfunção interfere no ciclo menstrual, na libido e na fertilidade.

 

A doença é mais comum do que se imagina. Como o hormônio também é responsável pela produção do leite materno, um dos principais sintomas da doença é a produção de leite fora do período normal de amamentação após o parto.

 

A hiperprolactinemia também causa alterações menstruais, como irregularidade e até falta de menstruação, e em homens, redução da potência sexual, além de redução da libido e infertilidade em ambos os sexos.

 

Em seu aspecto mais grave, o distúrbio, quando não é identificado a tempo, pode atrasar o diagnóstico de um tumor benigno.

 

Entre as principais causas da hiperprolactinemia, está o uso de alguns medicamentos, entre eles, anti-psicóticos, antiácidos, antieméticos (remédios para enjoo) e anti-hipertensivos.

 

Estresse, casos de hipotireoidismo primário e síndrome dos ovários policísticos também estão relacionados com o surgimento da alteração.

 

O diagnóstico da hiperprolactinemia é feito por meio de um exame laboratorial que mede a concentração de prolactina no sangue.



  By - Maria Letícia Fagundes      29/04/2015
 VOLTAR