Adesivo anticoncepcional

Recentemente, tenho recebido algumas dúvidas por e-mail sobre o adesivo anticoncepcional. Portanto, esse post vai especialmente para essas leitoras. Talvez por não ser como a injeção ou o comprimido, ele ainda cause um pouco de medo nas mulheres. Mas podem ficar tranquilas, pois o adesivo possui os mesmos hormônios e é tão eficaz quanto a pílula, por exemplo.

Para iniciar o tratamento, o adesivo deve ser colado no primeiro dia da menstruação, permanecendo na pele durante uma semana. A cada três semanas deve-se fazer uma pausa de uma semana, que é quando ocorre a menstruação.

Pode ser colocado em locais como barriga, braço, nas costas ou nas nádegas. Não é indicado aplicar o adesivo anticoncepcional nos seios ou em partes do corpo sob constante atrito, como na sola dos pés ou onde geralmente ficam os elásticos de roupas íntimas.

A grande vantagem do adesivo é que o risco de esquecer é bem menor, já que a mulher não precisa colar todos os dias. Os efeitos colaterais também ficam reduzidos, já que em contato com a pele os hormônios são absorvidos diretamente pela circulação.

Outro ponto positivo é que o efeito só dura para o mês em que a mulher usar o adesivo. Ao parar de aplicá-lo, ela retoma a fertilidade e pode engravidar, diferentemente do anticoncepcional injetável, em que a fertilidade só se normaliza depois de seis meses.

O importante é sempre consultar um médico e achar o método que mais combina com o seu estilo de vida.



  By - Maria Letícia Fagundes      29/04/2015
 VOLTAR